Notícias e Novidades
Secretaria de Agricultura levará novas tecnologias para a Agrishow 2016
Segunda-feira, 28 de Março

O presidente do Conselho de Administração da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Carlos Pastoriza, solicitou ao secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, que interceda junto aos órgãos competentes para que seja autorizado o remanejamento de créditos para incrementar o Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos e Colheitadeiras – Moderfrota, desenvolvido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
Pastoriza, que participou de audiência com Arnaldo Jardim, realizada na manhã desta quinta-feira, dia 24 de março de 2016, destacou que, mesmo com as incertezas causadas pela instabilidade política e econômica, a Agropecuária continua sendo o pilar que sustenta o País. Justificou a solicitação dizendo que, no ano passado, pela primeira vez em muitos anos, a Agrishow teve um decréscimo no volume de negócios.

O Programa Moderfrota foi criado pelo Governo Federal para que produtores rurais, associações e cooperativas que tenham renda bruta anual inferior a R$ 100 mil, possam financiar a aquisição de tratores, colheitadeiras, plataformas de corte, pulverizadores, plantadeiras, semeadoras e equipamentos para preparo, secagem e beneficiamento de café.

O secretário Arnaldo Jardim ressaltou que o Agronegócio é aposta para Brasil superar a crise econômica em 2016. “Agronegócio no Brasil vem se sobressaindo no momento em que os demais setores da economia passam por dificuldades e apresentam perspectivas nebulosas. O Governo do Estado de São Paulo, sob as diretrizes do governador Geraldo Alckmin, vem trabalhando para manter esse setor mais pujante, por meio de incentivo ao pequeno produtor, diminuindo a distância entre a extensão rural, agregando valor e gerando renda”, destacou.

Realizada entre os dias 25 a 29 de abril, no Polo Regional de Desenvolvimento Tecnológico dos Agronegócios do Centro-Leste, em Ribeirão Preto, a23ª edição da Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação (Agrishow) 2016 deverá reunir, aproximadamente, 800 marcas de máquinas e equipamentos, de fabricantes nacionais e estrangeiros, que aguardam o momento da feira para fazer seus lançamentos mundiais. São esperados mais de 120 mil visitantes. “Trata-se de um público bastante específico, formado por agricultores, técnicos, pesquisadores, profissionais liberais, todos ligados ao setor. É realmente uma feira com o DNA de negócios”, afirmou Pastoriza.  

A Secretaria de Agricultura e Abastecimento levará as novas tecnologias desenvolvidas pelos institutos de pesquisa, mantidos pela Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), das várias cadeias de produção do agronegócio.

De acordo com o coordenador da Apta, Orlando Melo de Castro, a Secretaria de Agricultura, que agrega seis institutos de pesquisa, preparou um portfólio recheado com novas cultivares de feijão e milho pipoca, que estão sendo desenvolvidos pelo Instituto Agronômico (IAC), de Campinas; piscicultura em tanques rede, um sistema de criação diferenciado que o Instituto de Pesca (IP) demonstra durante a feira; melhoria genética do rebanho, estudo que o Centro de Gado de Leite, do Instituto de Zootecnia (IZ) vem desenvolvendo com as três espécies: Gir, Holandês e Jersey, com o objetivo de apoiar os pequenos produtores e recuperar a posição que o Estado de São Paulo ocupava no ranking nacional; e demonstrar os resultados que o Instituto Biológico (IB) vem conseguindo com o programa de controle biológico de pragas.

A cana-de-açúcar, principal produto agrícola do Estado, não ficará de fora, duas novas variedades serão apresentadas durante a feira. Trata-se de um “pré-lançamento”, já que o lançamento oficial está previsto para o final do ano, afirma Orlando Melo de Castro. “O produtor vai poder ter contato com esses materiais e conhecer suas potencialidades. Vamos apresentar novamente a MPB (Muda Pré-Brotada), que tem muita demanda e conhecer os detalhes do programa Cana 3 dígitos, que estimula a produção por meio da redução dos custos e aumento da produtividade”, complementa. 
O evento é uma iniciativa da Abimaq, Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (Faesp) e Sociedade Rural Brasileira (SRB) e conta com o apoio da Secretaria de Agricultura.

Por: Nara Guimarães
Fotos: João Luiz
Fonte: Secretaria da Agricultura e Abastecimento

Mais informações:
Secretaria de Agricultura e Abastecimento
Assessoria de Comunicação
Tel.: (11) 5067-0069


deixe seu
comentário

Assine nossa

newsletter