Notícias e Novidades
Soja tem preços firmes com elevação do dólar
Quarta-feira, 16 de Maio

O mercado brasileiro de soja teve uma terça-feira de preços firmes, de estáveis a mais altos no comparativo com a segunda-feira. A alta do dólar voltou a dar sustentação às cotações, apesar do desempenho fraco das cotações da oleaginosa na Bolsa de Chicago e do recuo dos prêmios de exportação. Houve pouca movimentação de negócios no país.

Chicago

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de Mercadorias de Chicago (CBOT) fecharam a terça-feira com preços em leve baixa. Após a forte recuperação de ontem, liderada pelo sentimento de que China e Estados Unidos estariam próximos de um acordo nas discussões comerciais, o mercado buscou um direcionamento na sessão de hoje.

O bom avanço do plantio nos Estados Unidos exerceu pressão sobre as cotações, enquanto o resultado recorde do esmagamento em abril amenizou o impacto negativo sobre as cotações.

Até 13 de maio, a área plantada estava apontada em 35%. Em igual período do ano passado, a semeadura era de 29%. A média é de 26%. Na semana passada, o número era de 15%, conforme dados do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

A Associação Norte-Americana dos Processadores de Óleos Vegetais (NOPA) informou que o esmagamento de soja atingiu 161 milhões de bushels em abril. O número ficou abaixo do registrado em março, de 171,858 milhões de bushels, mas significativamente acima de igual período do ano passado.

Fonte: Canal Rural
 




deixe seu
comentário

Assine nossa

newsletter